Quinta, 14 Março 2019 17:25

Siqueira Castro é homenageado com a Medalha Levi Carneiro

 Da esq. para a dir., Antonio Laért Vieira Junior, Rita Cortez, Ana Tereza Basílio, Vânia Aieta, Carlos Roberto de Siqueira Castro e Luciano Bandeira  Da esq. para a dir., Antonio Laért Vieira Junior, Rita Cortez, Ana Tereza Basílio, Vânia Aieta, Carlos Roberto de Siqueira Castro e Luciano Bandeira
Consócio do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) desde 1977, o advogado, professor de Direito Constitucional e representante do Rio de Janeiro no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) Carlos Roberto de Siqueira Castro foi homenageado com a Medalha Levi Carneiro, na sessão ordinária desta quarta-feira (13/3), conduzida pela presidente nacional do IAB, Rita Cortez. A comenda é destinada àqueles com mais de 30 anos de filiação e destacada participação na vida associativa. “Ganhei poucas medalhas na vida, até porque nunca as persegui”, afirmou Siqueira Castro, que se disse “tocado no fundo do coração” e agradeceu “a iniciativa da presidente Rita Cortez, que tem engrandecido a imagem da jurista brasileira, de homenagear este advogado”. Rita Cortez afirmou que “todos aqueles que deram grandes contribuições ao IAB e ao aprimoramento do Direito têm que ser reconhecidos e homenageados no plenário histórico do Instituto”.
O presidente da OAB/RJ, Luciano Bandeira, compareceu à homenagem e comentou a trajetória de Siqueira Castro, que integrou a Comissão de Elaboração do Anteprojeto de Lei da Constituição do Estado do Rio de Janeiro e atuou como assessor na Assembleia Nacional Constituinte, em 1987. “Se temos hoje a Constituição cidadã, essa bela peça do Direito que rege a Nação, devemos muito ao professor Siqueira Castro”, afirmou Luciano Bandeira, para quem o homenageado deveria ser agraciado, também, com a Medalha Rui Barbosa, maior comenda do CFOAB. Também estavam presentes na sessão o tesoureiro da OAB/RJ, Marcello Oliveira, e o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj), Ricardo Menezes.

A saudação oficial ao homenageado foi feita pela advogada Vânia Aieta. “O professor Siqueira Castro dedicou a sua vida e o seu talento profissional à defesa da democracia e à inclusão dos brasileiros menos favorecidos”, iniciou a advogada. Vânia Aieta disse, também, que “Siqueira Castro, movido por sua fé num mundo melhor, sempre foi um mestre que ensinou aos seus alunos a importância do amor à Constituição Federal e ao estado democrático de direito”.

A advogada enfatizou a atuação do agraciado para que a Assembleia Nacional Constituinte incluísse na Carta Magna a cláusula do devido processo legal. Ela falou ainda sobre as “características invulgares de Siqueira Castro como ser humano”. De acordo com Vânia Aieta, “ele sempre atuou com serenidade na advocacia, na academia e na política, onde esteve ao lado de figuras como Leonel Brizola e Darcy Ribeiro, que, inclusive, o classificou como ‘um homem de fazimentos’”.

Emocionado, Siqueira Castro agradeceu a homenagem e afirmou: “Ingressei no IAB aos 27 anos pelas mãos de Miguel Seabra Fagundes e José Carlos Barbosa Moreira, e hoje me sinto muito emocionado com esta honraria, que me dá estímulo para continuar no bom combate, especialmente neste momento de aumento da intolerância no País”.