NOTÍCIAS

IABNEWS

Segunda, 03 Abril 2023 15:09

 Ausência de mulheres na tecnologia se deve a falta de estímulo durante a educação básica

Da esq. para a dir., no alto, Graziela Mantoanelli e Ana Amelia Menna Barreto; embaixo, Isabelle Christina Da esq. para a dir., no alto, Graziela Mantoanelli e Ana Amelia Menna Barreto; embaixo, Isabelle Christina

Na visão da documentarista Graziela Mantoanelli, o universo tecnológico é permeado por pessoas que foram incentivadas a pensar criativamente desde a infância. Durante o debate sobre o documentário Cibernéticas, promovido pelo Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) nesta segunda-feira (3/4), a diretora explicou que a ausência feminina na área digital tem raízes na educação básica. “Sempre falam que mulher pode estar em qualquer lugar e tem capacidade de fazer o que quiser, mas, ao longo das entrevistas, fui entendendo o quanto a menina é massacrada durante a escolarização. Não é que não tenhamos mulheres na tecnologia porque elas não conseguem entrar na faculdade, é porque falta estímulo desde o ensino fundamental”, disse Graziela. 

O evento foi conduzido pela presidente da Comissão de Inteligência Artificial e Inovação do IAB, Ana Amelia Menna Barreto, e também teve a participação da estudante de Ciência da Computação e fundadora do Instituto Meninas Negras, Isabelle Christina. O filme, que aborda a presença feminina na tecnologia, foi definido por Ana Amelia Menna Barreto como um manifesto pela inclusão de mulheres no mercado, o que impacta diretamente o desenvolvimento social, econômico e cultural. “Cibernéticas apresenta os percursos transitados por garotas poderosas que fazem hoje e fizeram no passado o mundo ficar mais humano por meio da inovação tecnológica. É uma reflexão sobre a presença das mulheres no ecossistema que controla modelos de vida no mundo contemporâneo”, relatou. 

A intimidade com a tecnologia começa, segundo Isabelle Christina, na abertura de um olhar para o campo. “Quando falamos em tecnologia, acham que é uma coisa ultra difícil de fazer. Na verdade, precisamos de olhares sensíveis em relação ao mundo para que consigamos usar essa ferramenta para habilitar o que quer que nós entendamos como uma necessidade para a sociedade”. O projeto dirigido pela estudante, que é voltado para pessoas com pouco acesso à informação, busca ligar a comunidade feminina negra ao universo digital, que se apresenta como uma ferramenta de mudança social em constante evolução. “Temos estudos que mostram que até 2030 85% dos trabalhos não vão existir mais da forma como são hoje e muitos outros vão surgir. Quem é que está preparando as pessoas para esse novo cenário? Precisamos desenvolver algumas habilidades com a criatividade, como um ponto primordial, porque estamos vivendo em um futuro incerto”.

A presidente da Comissão de Inteligência Artificial e Inovação também ressaltou que o tema do documentário se relaciona diretamente com a pauta mais recente da Organização das Nações Unidas (ONU) para a proteção feminina. Neste ano, a entidade lançou a campanha Por um mundo digital inclusivo: inovação e tecnologia para a igualdade de gênero, que estabelece medidas para o cuidado e o incentivo da presença feminina na internet. A questão, para Graziela Mantoanelli, atravessa uma das queixas mais comuns de mulheres dentro do mercado de trabalho: “o maior desafio é o mesmo na área do Direito, do Audiovisual e de Finanças. Nós sempre brigamos por equidade salarial e por espaço”, finalizou. 
 

OS MEMBROS DO IAB ATUAM EM DEFESA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO. FILIE-SE!
NAVEGUE FÁCIL
NEWSLETTER
SEDE
Av. Marechal Câmara n° 210, 5º andar
Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20.020-080
SUBSEDES
Rua Tapajós, 154, Centro
Manaus (AM)
-
Av. Washington Soare, 800
Guararapes, Fortaleza (CE)
-
SAUS, Quadra 5, Lote 2, Bloco N, 1º andar
Brasília (DF)
CEP 70438-900
-
Rua Alberto de Oliveira, nr. 59 – Centro – Vitória – ES
CEP.: 29010-908
-
Avenida Alcindo Cacela, n° 287
Umarizal, Belém (PA)
-
Rua Heitor Castelo Branco, 2.700
Centro, Teresina (PI)
Rua Marquês do Herval, nº 1637 – sala 07
Centro – Santo Ângelo - RS
CEP.: 98.801-640
-
Travessa Sargento Duque, 85,
Bairro Industrial
Aracaju (SE)
-
Rua Washington Luiz, nº 1110 – 6º andar
Porto Alegre – RS
Horário de atendimento 9h00 às 18h00, mediante agendamento ou todas às 4ª Feiras para participação das sessões do IAB. Tel.: (51) 99913198 – Dra. Carmela Grüne
-
Rua Paulo Leal, 1.300,
Nossa Senhora das Graças,
Porto Velho (RO)
CONTATOS
iab@iabnacional.org.br
Telefone: (21) 2240.3173