Sexta, 01 Fevereiro 2019 20:37

Sydney Sanches acompanha eleição e posse de Felipe Santa Cruz como presidente nacional da OAB

Sydney Sanches acompanha eleição e posse de Felipe Santa Cruz como presidente nacional da OAB Fotos de Eugênio Novaes / CFOAB
O 2º vice-presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Sydney Limeira Sanches, representou a entidade na última sessão do Conselho Federal da OAB presidida por Claudio Lamachia, nesta quinta-feira (31/1), em Brasília. Ele também esteve presente, à noite, à sessão do Colégio Eleitoral, que elegeu o conselheiro federal e ex-presidente da OAB/RJ Felipe Santa Cruz como novo presidente nacional da OAB para o triênio 2019-2022. Nesta sexta-feira (1º/2), Sydney compareceu à posse da nova diretoria da OAB Nacional e dos 162 conselheiros federais (titulares e suplentes).
“A posse de Felipe Santa Cruz, eleito por chapa única, representa a unidade da advocacia construída na gestão de Cláudio Lamachia, que conduziu a Ordem em um período histórico e único do País, de muita turbulência e instabilidade política e institucional. Nesse sentido, Lamachia sai vitorioso, pois manteve a instituição forte, unida e independente. Felipe dará continuidade e irá assegurar a grandeza da Ordem nesse momento de muita incerteza social, mantendo a intransigente defesa da advocacia, da sociedade civil e das conquistas do processo civilizatório. E terá o IAB como um grande e tradicional aliado", afirmou Sydney Sanches.

Há 38 anos o Conselho Federal não tinha um presidente do Rio de Janeiro: o último foi Eduardo Seabra Fagundes, que presidiu a entidade entre os anos de 1979 e 1981. A chapa "OAB Forte e Unida", encabeçada por Santa Cruz, elegeu ainda o ex-presidente da OAB-BA Luiz Viana para o cargo de vice-presidente; o ex-diretor-geral da Escola Nacional de Advocacia (ENA) José Alberto Simonetti para o cargo de secretário-geral; o conselheiro federal pelo Mato Grosso do Sul, Ary Raghiant Neto, para o cargo de secretário-geral adjunto, e o ex-presidente da OAB-PR José Augusto Araújo de Noronha como diretor-tesoureiro.
 Sydney Sanches, primeiro à direita, na mesa do Conselho Federal

Claudio Lamachia, que ficou à frente da entidade de 2016 a 2019, deu posse à nova diretoria em um momento marcado pela emoção. “Vou me permitir usar a tribuna por alguns minutos, não para mais um discurso, mas para um agradecimento que me vejo na obrigação de fazer. E meu coração impõe que eu faça. Eu quero parabenizar Felipe Santa Cruz, este guerreiro que chega ao cargo a par de suas qualidades, de seu talento e de sua trajetória na Ordem. A OAB do Rio de Janeiro, mesmo em meio à crise que aquele valoroso estado atravessa, se sobressai em suas lutas e muito disso se deve a este grande colega”, apontou.

Após os trâmites formais de leitura do compromisso de posse, das assinaturas dos termos oficiais e da entrega das carteiras e dos diplomas aos membros da nova diretoria do CFOAB, Felipe Santa Cruz fez seu primeiro discurso como presidente. “O terreno da OAB não é o da política, mas o do direito. Queremos evitar que aconteça com a Ordem o que aconteceu com outras instituições, encapsuladas por nortes políticos e econômicos. Nossa trincheira sempre será a da democracia, aclarando o debate”, disse.

Para ele, “a Ordem aplaude toda e qualquer iniciativa que induza aos mais altos níveis de ética, bem como que induza aos mais altos níveis de segurança pública nas ruas e ambientes privados, mas jamais corroborará com o uso desregrado de aparatos do Estado”. 

Felipe de Santa Cruz Oliveira Scaletsky nasceu no dia 3 de abril de 1972, filho único de Ana Lúcia e de Fernando Santa Cruz, desaparecido político aos 26 anos de idade. Advogado militante desde que se formou pela PUC-Rio, em 1997, é também mestre em Direito e Sociologia pela UFF.

Em 2006, foi eleito conselheiro da OAB/RJ. À frente do Departamento de Apoio às Subseções (DAS) da Seccional, comandou a implantação do projeto OAB Século 21, que equipou e modernizou as salas da Ordem em todo o estado. Três anos depois, os advogados elegeram Felipe para a presidência da Caarj. Em 2013, Foi eleito presidente da OAB/RJ e tornou-se, aos 40 anos, o advogado mais jovem a assumir o comando da Seccional fluminense, sendo posteriormente reeleito para o triênio 2016/2018. Assume agora, aos 46 anos, o mandato de presidente do Conselho Federal da OAB para o triênio 2019/2022, sendo também o mais jovem a ocupar esse cargo.
 Da esq. para a dir., Luiz Felipe Conde, Felipe Santa Cruz e Carlos Eduardo Machado