Sexta, 21 Fevereiro 2020 18:03

Nota de pesar – Candido de Oliveira Bisneto

O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) manifesta profundo pesar pela morte, aos 82 anos, do consócio Candido Luiz Maria de Oliveira Bisneto, ocorrida nesta sexta-feira (21/2), na cidade de Petrópolis (RJ). Tratado carinhosamente pelos amigos por “Candinho”, o advogado foi vice-presidente do IAB (2014/2016) e presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB/RJ), no período de 1989 a 1991. O corpo será velado neste sábado (22/2), na capela 6 do Cemitério Memorial do Carmo, das 12h às 15h, e cremado em seguida. O cemitério fica na Rua Monsenhor Manuel Gomes, 287, no bairro do Caju, no Rio de Janeiro.
Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio, em 1960, Candinho ingressou no IAB em 1987, foi membro do Conselho Superior e recebeu, em 2016, a Medalha Montezuma. A comenda é conferida àqueles que tenham prestado relevantes serviços ao Instituto ou que sejam portadores de títulos e trabalhos jurídicos de alto nível. Candinho foi também juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE/RJ), no biênio 1986/1988, e membro da Associação Interamericana de Advogados e da Comissão de Direito Processual Civil do IAB.

Candinho atuava à frente de uma das bancas mais antigas do País, o Escritório Candido de Oliveira, fundado por seu bisavô Candido Luiz Maria de Oliveira, em 1891, no Rio de Janeiro, então capital da recém-instalada República. O fundador do escritório é o patrono do Centro Acadêmico Candido de Oliveira (Caco) da Faculdade Nacional de Direito (FND) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Durante a ditadura militar, o Caco atuou como um dos principais focos da resistência estudantil ao autoritarismo.

Em 2017, sob a liderança de Candinho, para comemorar o aniversário do escritório, foi lançado o livro Uma história da advocacia – 125 anos do Escritório Candido de Oliveira. A obra fala não somente da trajetória da banca, mas também do desenvolvimento do Brasil e da advocacia no período.

Candinho foi uma pessoa extremamente marcante, um destacado advogado, detentor de uma liderança incontestável, como também de brilho e charme inconfundíveis. Na Casa de Montezuma não cultivamos somente cultura e educação jurídica, mas principalmente amizades perenes, como a minha por Candinho, construída ao longo do nosso convívio no IAB.

Rio de Janeiro, 21 de fevereiro de 2020.
 
Rita Cortez
Presidente nacional do IAB