Quinta, 14 Maio 2020 14:12

Instituto firma parceria acadêmica e cultural com a ABDF e o CPJM

O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) firmou parceria acadêmica e cultural, nesta quarta-feira (13/5), com a Associação Brasileira de Direito Financeiro (ABDF) e o Centro de Pesquisa em Crimes Empresariais e Compliance Professor João Marcello de Araújo Junior (CPJM), para a realização de palestras, cursos, seminários e conferências. Os Termos de Cooperação foram assinados a distância pela presidente nacional do IAB, Rita Cortez; o diretor-secretário-geral da ABDF, André Gomes de Oliveira, e o coordenador do CPJM, Artur de Brito Gueiros Souza. Após a assinatura virtual, a presidente do IAB disse que, “mesmo com o isolamento necessário para impedir a expansão da Covid-19, as instituições e as entidades associativas têm procurado manter suas atividades em pleno funcionamento”.
Rita Cortez falou sobre as alterações causadas pela pandemia. “Ela provocou mudanças significativas no comportamento e no desenvolvimento do trabalho de advogados, professores, magistrados e membros da Defensoria e do Ministério Público”, afirmou. A advogada explicou como o IAB tem atuado diante do isolamento. “Utilizando a tecnologia como ferramenta, o Instituto vem oferecendo o mesmo trabalho cultural e educacional que realizava antes da pandemia, numa tentativa de manter o nosso quadro social ocupado com estas atividades, ainda que a distância”, disse.

De acordo com a presidente do IAB, o distanciamento não impedirá a realização de parcerias. “Recorrendo à tecnologia, firmamos novos termos de cooperação técnica com organismos de representação da advocacia e demais carreiras jurídicas, bem como com institutos de estudo do direito, e, agora, com a ABDF e o CPJM”, informou.

Rita Cortez disse que o próximo Termo de Cooperação será assinado com o Instituto Brasileiro de Direito da Empresa (IBDE) e ressaltou a importância das parcerias. “A ampliação e a efetivação dos convênios formam uma iniciativa que, sem dúvida alguma, está dando certo e ajudando-nos a manter uma política de engrandecimento das nossas funções e objetivos institucionais”, afirmou.