Quarta, 05 Outubro 2016 19:18

IAB promove o Primeiro Seminário de Políticas de Bibliotecas Jurídicas

Da esq. para a dir. Francisco José Pio Borges de Castro, Angela Ribeiro, Aurélio Wander Bastos, Francisco Amaral, Kelly Lima e Fernando Drummond Da esq. para a dir. Francisco José Pio Borges de Castro, Angela Ribeiro, Aurélio Wander Bastos, Francisco Amaral, Kelly Lima e Fernando Drummond
Promover o convívio harmônico entre bibliotecárias jurídicas de instituições públicas e privadas, visando ao desenvolvimento dos acervos, e incentivar cursos de reciclagem e reuniões técnicas destinadas ao intercâmbio entre as bibliotecas. Estes foram os principais pontos discutidos e defendidos no Primeiro Seminário de Políticas de Bibliotecas Jurídicas, realizado no dia 27 de setembro, no plenário do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), pela Diretoria da Biblioteca Daniel Aarão Reis do IAB.
Participaram do evento o diretor de Biblioteca do IAB, Aurélio Wander Bastos; os ex-diretores da Biblioteca Fernando Drummond e Francisco José Pio Borges de Castro; o presidente da Academia Brasileira de Letras Jurídicas, Francisco dos Santos Amaral Neto; a presidente do Grupo de Profissionais em Informação e Documentação Jurídica do Rio de Janeiro (GIDJ/RJ) e responsável pela Biblioteca Marcos Juruena Villela Souto, da Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro, Kelly Lima; a bibliotecária Angela Moreira Ribeiro, responsável técnica pela Biblioteca do IAB, e convidados.

Por indicação de Aurélio Wander Bastos, a mesa de trabalho foi presidida pelo professor Francisco Amaral, que a compôs e concedeu a palavra a bibliotecária Kelly Lima. Ela falou sobre os objetivos e atribuições do GIDJ/RJ, como o intercâmbio entre as bibliotecas e o estímulo às atividades a elas relacionadas. Na sua exposição, Kelly Lima tratou também do crescimento dos e-books e sua coexistência com o livro físico, traçando um paralelo com a relação ocorrida, décadas atrás, entre o rádio e a televisão. De acordo com ela, o direito é uma ciência em expansão, cabendo ao bibliotecário manter contato com a legislação, a doutrina e a jurisprudência para atender às necessidades dos operadores do direito.

Formação de leitores – Fernando Drummond falou sobre a sua passagem pelo cargo de diretor de Biblioteca do IAB e da política de substituição do livre acesso pela de encontros e estudos. O ex-diretor fez menção ao seu texto “A Biblioteca por vir”, de 2012, em que estabeleceu a formação de leitores como o maior objetivo da sua gestão. Fernando Drummond registrou, ainda, o apoio do presidente nacional do IAB às suas iniciativas, como a realização de visitas guiadas, o projeto Conversando na Biblioteca e o processo de higienização do acervo.

Pio Borges também fez um breve relato de sua gestão, que incluiu a tentativa de informatizá-la com o software MicroISIS da Unesco. O ex-diretor se comprometeu a buscar um intercâmbio entre a Biblioteca Daniel Aarão Reis e a da Faculdade de Direito de Coimbra, onde fará um mestrado. Angela Ribeiro forneceu dados do acervo do IAB e discorreu sobre a incorporação do acervo da biblioteca da OAB/RJ e de todos os encargos dela decorrentes.

Em seguida, Aurélio Wander Bastos fez uma exposição com as seguintes linhas temáticas: a importância da redimensionalização propedêutica e interdisciplinar das bibliotecas jurídicas, a transformação da Diretoria da Biblioteca do IAB em também de Documentação e a necessidade de desenvolver com os sócios e colaboradores externos estudos sobre os arquivos históricos e atas do IAB. Ele ressaltou a relevância documental das atas e da jurisprudência dos tribunais como fonte de pesquisas.

O diretor citou que, com base nelas, realizou grande parte dos seus estudos, tendo inclusive recorrido ao acervo do IAB para analisar os acórdãos do Supremo Tribunal Federal (STF) referentes a crimes políticos para a elaboração do livro que está editando sobre a hermenêutica do ex-ministro Victor Nunes Leal. De acordo com Aurélio Wander Bastos, será feita uma busca semelhante nos arquivos da biblioteca dos acórdãos dos ex-ministros Evandro Lins e Silva e Hermes Lima.

Ao final do seminário, os participantes apoiaram a ideia de encaminhar ao presidente nacional do IAB, Técio Lins e Silva, a proposta de criação do Diploma de Honra ao Mérito Daniel Aarão Reis, a ser concedido àqueles que contribuírem para o engrandecimento da Biblioteca do IAB.