Segunda, 08 Março 2021 06:37

Dia Internacional da Mulher 

“Já fui loura, já fui morena. Já fui Margarida e Beatriz. Já fui Maria e Madalena. Só não pude ser como quis.” Aos versos de Mulher no espelho, de Cecília Meireles, recorreu a presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, nesta segunda-feira (8/3), data da celebração do Dia Internacional da Mulher. “Valho-me deste poema para dizer que, para estarmos no lugar que queremos, precisamos, entre muitas iniciativas e batalhas, buscar inspiração em mulheres focadas na superação das dificuldades”, disse a advogada trabalhista. 
Rita Cortez falou também que é preciso se inspirar “nas que buscam algo nunca feito para alcançar metas quase inatingíveis, nas que querem ser protagonistas de alguma transformação ou atrizes de alguma ruptura social e cultural adversa”. Para a presidente nacional do IAB, “é preciso seguir o exemplo das mulheres que lutaram ao longo da história, de forma incessante, pelo bem da humanidade e direitos iguais para todos”. 

Na opinião de Rita Cortez, a luta feminina deve contar com o apoio masculino. “É preciso buscar inspiração nos homens também, estimular o companheirismo, a solidariedade, o reconhecimento das nossas competências e qualidades, respeitando as diferenças entre o masculino e o feminino”, sugeriu a advogada, que concluiu: “Precisamos, portanto, dar as mãos e prosseguir na nossa luta cotidiana para preservação e ampliação dos nossos direitos, pautando a nossa atuação em valores voltados para a dignificação de todos os seres humanos”. 

Data comemorativa – A data de 8 de março foi instituída como o Dia Internacional da Mulher, em 1975, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Há uma grande controvérsia, até hoje não pacificada, em relação ao episódio histórico que teria levado à escolha da data comemorativa. Alguns creditam à iniciativa da ativista Clara Zetkin, membro do Partido Comunista alemão. Em 1910, ao participar do II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas, ela propôs a criação do Dia Internacional da Mulher, sem, contudo, definir uma data para a efeméride. 

Outros defendem que a data está ligada ao incêndio ocorrido em 25 de março de 1911 na fábrica têxtil Triangle Shirtwaist Company, em Nova York. Morreram 125 operárias que trabalhavam 14 horas por dia e seis dias na semana. O fato impulsionou ainda mais o movimento trabalhista que crescia nos EUA e na Europa. Há quem atribua a escolha da data a uma grande greve de trabalhadoras do setor de tecelagem, na Rússia, no dia 8 de março de 1917. O movimento teria, inclusive, impulsionado a Revolução Russa, que derrubou a monarquia no país naquele ano.  

Clique aqui e acesse o calendário de datas comemorativas do IAB.