Sexta, 30 Abril 2021 13:28

Deborah Prates é homenageada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj

A presidente da Comissão da Mulher do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Deborah Prates, foi homenageada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher (CDDM) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta sexta-feira (30/4), com o Diploma Leolinda Daltro. A honraria é destinada a personalidades femininas que se destacaram na luta por igualdade, cidadania e direitos. “Sinto muita alegria e uma enorme honra por receber este diploma representando as mulheres com deficiência, geralmente tratadas como invisíveis pela sociedade, e por ter sido indicada pela presidente nacional do IAB, Rita Cortez, para ser agraciada com esta homenagem”, disse Deborah Prates, na solenidade virtual transmitida pelo canal da CDDM no Facebook.
Foram homenageadas lideranças comunitárias, delegadas, advogadas, assistentes sociais e líderes de movimentos sociais indicadas por diferentes instituições.  “O evento é mais uma demonstração de resistência e capacidade das mulheres parlamentares que compõem a CDDM e das homenageadas em seguir em frente, com alegria, apesar das adversidades e desafios a ser ultrapassados", disse a presidente da CDDM, deputada Enfermeira Rejane (Psol).  Deborah Prates também mencionou que a secretária-geral do IAB, Adriana Brasil Guimarães, estava acompanhando a transmissão da cerimônia pelo Facebook.

Leolinda Daltro nasceu na Bahia, em 1859, viveu parte de sua vida no Rio de Janeiro e é considerada uma das precursoras do feminismo no Brasil. Professora, indigenista e militante, ela fundou, em 1910, o primeiro partido político feminista brasileiro, o Partido Republicano Feminino. Criou três jornais dedicados à mulher e, em 1917, liderou uma passeata exigindo a extensão do direito ao voto às mulheres. Morreu no Rio de Janeiro, em 1935.