Quinta, 16 Maio 2019 16:57

Ministro do STJ e quatro advogados são empossados pela presidente Rita Cortez

Da esq. para a dir., Carlos Eduardo Machado, Técio Lins e Silva, Luciano Bandeira, Sebastião Reis, Rita Cortez, Antonio Laért Vieira Junior e Marcio Barandier Da esq. para a dir., Carlos Eduardo Machado, Técio Lins e Silva, Luciano Bandeira, Sebastião Reis, Rita Cortez, Antonio Laért Vieira Junior e Marcio Barandier
“Devo tudo que sou ao meu pai, que amou a magistratura como ninguém amou”, afirmou emocionado o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Sebastião Alves dos Reis Junior – filho do ex-ministro do Tribunal Federal de Recursos (TRF), atual STJ, que morreu em 2008, aos 88 anos –, ao ser empossado como membro honorário do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), na sessão ordinária desta quarta-feira (15/5), conduzida pela presidente nacional, Rita Cortez. O ministro, que advogou por 25 anos, destacou a relevância do papel da advocacia. “O advogado tem que ser recebido pelo juiz em seu gabinete, até para ajudá-lo a dar a melhor decisão à causa”, disse. Rita Cortez deu posse, ainda, como membros efetivos, aos advogados Anna Maria da Trindade dos Reis, Flávia Pinto Ribeiro, Humberto Borges Chaves Filho e Joana D'arc Amaral Bortone.
Sebastião Reis, que integrará a Comissão de Direito Penal, falou também sobre a importância da esposa, Anna Maria da Trindade dos Reis, em sua vida e agradeceu a aprovação de seu nome para membro honorário do IAB. “Sinto-me muito honrado por integrar esta Casa e espero contribuir neste momento conturbado do País, que exige debates e ideias que prevaleçam somente por sua capacidade de convencimento”, concluiu. O ministro foi indicado ao Instituto pelo presidente da Comissão de Direito Agrário e Urbanístico, Frederico Price Grechi, responsável também pelas indicações de Anna Maria Reis e Joana D'arc Bortone.
 Frederico Price Grechi

“Tenho que falar da alegria de tomar posse no IAB junto com a pessoa que é a luz dos meus olhos, com quem ingressei na faculdade e na Ordem dos Advogados do Brasil”, disse da tribuna do plenário a advogada, que fará parte das comissões de Direito Civil e de Direito Agrário e Urbanístico. Joana D'arc Amaral Bortone, por sua vez, afirmou que pretende participar dos “debates acadêmicos, que são de enorme importância para o aprimoramento do Direito”. Ela integrará a Comissão de Direito Processual Civil.

 Anna Maria da Trindade dos Reis

 Joana D'arc Amaral Bortone

Indicada pelo presidente da Comissão de Igualdade Racial do IAB, Humberto Adami Santos Junior, a advogada Flávia Pinto Ribeiro integrará a comissão. “Me sinto honrada e feliz por ingressar nos quadros da mais antiga instituição jurídica do País, especialmente na gestão da segunda mulher a ocupar a presidência do Instituto”, afirmou a advogada, que é vice-presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil da OAB/RJ, presidida por Humberto Adami. Compareceu à sessão ordinária a diretora de Igualdade Racial da OAB/RJ, desembargadora Ivone Caetano, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.
 Humberto Adami Santos Junior
 Flávia Pinto Ribeiro 

Apresentado pelo ex-presidente do IAB Técio Lins e Silva, que o indicou junto com a presidente da Comissão de Direito Eleitoral, Luciana Lóssio, como “um dos maiores especialistas do Brasil em Direito Eleitoral”, o advogado Humberto Borges Chaves Filho, que integrará a comissão, disse que “será um privilégio aprender com os juristas do IAB e ajudar a aumentar a presença feminina na política”.

 Humberto Borges Chaves Filho

No dia 12 de abril último, o IAB, por meio de petição assinada por Rita Cortez e Luciana Lóssio, solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a criação de uma unidade na corte para monitorar a aplicação das cotas de gênero e ampliar a presença da mulher na política. A instalação da unidade foi recomendada, em março, pela Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), que acompanhou as eleições de 2018, no Brasil.